Alopecia areata

Esta doença provoca a queda de cabelos. A causa ainda é desconhecida, mas acredita-se que tenha origem genética e relação com autoimunidade. A extensão da perda varia de acordo com a pessoa, podendo ser em pequenas ou grandes áreas.

Em casos de alopecia areata total, todos os pelos da cabeça são perdidos; já em casos de alopecia areata universal, todos os pelos do corpo podem cair. Existem situações onde os pelos e cabelos voltam a crescer, mas isto varia de pessoa para pessoa.

 

O diagnóstico visa atenuar a perda de cabelos e pelos, que pode desencadear um grande dano psicológico, abalando a autoestima das pessoas.

Os tratamentos visam aumentar a produção de cabelo e reduzir a intensidade da queda, e podem ser feitos com injeções de cortisona, minoxidil tópico, cremes ou pomadas, além de outras drogas sensibilizantes. Em casos mais graves, é necessário o uso de corticoides e imunossupressores orais.

Tire suas dúvidas