Biópsia de pele

A biópsia consiste na retirada de um pequeno fragmento de pele ou mucosa para que seja analisada, a fim de diagnosticar doenças, como uma dermatose ou até mesmo o câncer de pele. O material é enviado para estudo anatomopatológico.

Este procedimento pode ser feito de diferentes maneiras:

Shaving: com o auxílio de uma lâmina ou bisturi, o dermatologista retira uma pequena amostra da pele, deixando uma cicatriz achatada;

Punch: o dermatologista perfura a pele com um aparato redondo e cortante, que retira uma coluna do tecido para posterior análise.

Durante o procedimento, é aplicada uma anestesia local, de acordo com a indicação médica.

A recuperação é rápida, e varia de acordo com o método de coleta utilizado.
Para o procedimento por shaving, a cicatrização acontece entre 3 e 4 dias, já o método punch pode levar de 5 a 14 dias, de acordo com o local e com o diâmetro do aparelho utilizado para a coleta.

A biópsia é um procedimento simples, mas que deve ser executado com extrema cautela e precisão. Pode haver sangramento local no momento da excisão, facilmente resolvido; infecção local pode ocorrer. Por isso, deve-se seguir as recomendações do seu dermatologista quanto aos cuidados após o procedimento.

Tire suas dúvidas